PROCESSAMENTO ELETRÔNICO DOS SONS

O processamento eletrônico dos sons, terceira e última linha de ação no desenvolvimento do projeto Cuíca Expandida, envolve a utilização de microfones para a captação dos sons e de processadores multi-efeitos para a sua manipulação. As experiências de captação com diferentes modelos de microfones mostraram que as características dos sons extraídos da cuíca variam consideravelmente em função do grau de sensibilidade de cada microfone, bem como em função de determinados procedimentos operacionais,como o posicionamento e a distância do microfone em relação ao instrumento. Por sua vez, as experiências de manipulação dos sons por meio de processadores multi-efeitos demonstram que as possibilidades de re-caracterização de um determinado som em formas e aspectos estéticos absolutamente distintos da sua manifestação original são, pode-se dizer, infinitas. Os registros a seguir exemplificam o processamento eletrônico dos sons extraídos da cuíca tanto através da técnica tradicional de execução, quanto das técnicas de execução não convencionais.

View this post on Instagram

Vídeo #08 – Exemplos de processamento eletrônico dos sons da #cuica, extraídos a partir da técnica tradicional de execução do instrumento, inicialmente no padrão "grave-agudo", seguido pela articulação de entonações tímbricas entre as parciais mais grave e mais aguda. Obs.: sons captados com microfone Shure SM57 e processados com pedaleira Boss GT10. *Este registro se constitui como parte ilustrativa do segundo relatório parcial destinado ao Programa de Estímulo à Criação e Experimentação Artística da FAPERJ, correspondente ao projeto #cuicaexpandida – desenvolvido pelo músico @paulinhobicolor sob orientação de Bernardo Oliveira –, cujo objetivo é a exploração e ampliação do domínio sonoro-expressivo da #cuica.

A post shared by Cuíca Expandida (@cuicaexpandida) on

 

View this post on Instagram

Vídeo #09 – Exemplos de processamento eletrônico dos sons extraídos da #membrana da #cuica, com afinação alta (pele esticada) e com afinação baixa (pele frouxa), a partir da técnica não-convencional de execução denominada #chapa. Obs.: sons captados com microfone Shure SM57 e processados com pedaleira Boss GT10. *Este registro se constitui como parte ilustrativa do segundo relatório parcial destinado ao Programa de Estímulo à Criação e Experimentação Artística da FAPERJ, correspondente ao projeto #cuicaexpandida – desenvolvido pelo músico @paulinhobicolor sob orientação de Bernardo Oliveira –, cujo objetivo é a exploração e ampliação do domínio sonoro-expressivo da #cuica.

A post shared by Cuíca Expandida (@cuicaexpandida) on

View this post on Instagram

Vídeo #10 – Exemplos de processamento eletrônico dos sons extraídos da #membrana da #cuica, com afinação alta (pele esticada) e com afinação baixa (pele frouxa), a partir da técnica não-convencional de execução denominada #polegar. Obs.: sons captados com microfone Shure SM57 e processados com pedaleira Boss GT10. *Este registro se constitui como parte ilustrativa do segundo relatório parcial destinado ao Programa de Estímulo à Criação e Experimentação Artística da FAPERJ, correspondente ao projeto #cuicaexpandida – desenvolvido pelo músico @paulinhobicolor sob orientação de Bernardo Oliveira –, cujo objetivo é a exploração e ampliação do domínio sonoro-expressivo da #cuica.

A post shared by Cuíca Expandida (@cuicaexpandida) on