TÉCNICAS DE EXECUÇÃO NÃO CONVENCIONAIS

As técnicas de execução não convencionais aqui desenvolvidas buscam explorar a potencialidade sonora de todo o objeto em que a cuíca se constitui. O processo de experimentação, neste caso, mostrou que a variedade de entonações tímbricas possíveis de serem extraídas dos diferentes componentes da estrutura física da cuíca está diretamente ligada a dois fatores: o objeto de toque utilizado para atingir o instrumento; e o modo de articulação em que o toque sobre o instrumento efetivamente ocorre.Tais técnicas foram então criadas utilizando-se apenas objetos de toque que já fazem parte dos procedimentos usuais relativos à cuíca, utilizando, por exemplo,a chave de afinação como “baqueta”. O modo de articulação, por sua vez, se divide entre toque percutido etoque raspado.

Assim, pode-se dizer que as técnicas de execução não convencionaisse assemelham a técnicas de execução comuns a outros instrumentos musicais, fazendo com que a cuíca incorpore características, por exemplo, de membranofones percutidos (como o tan-tan e o repique de mão), e também de idiofones raspados (como o reco-reco e o prato-e-faca), tanto do ponto de vista operacional, quanto das entonações tímbricas originalmente produzidas com estes instrumentos musicais. Os registros a seguir demonstram a aplicação das técnicas de execução não convencionais, exemplificando as entonações tímbricas possíveis de serem extraídas de diferentes componentes da estrutura física da cuíca.

VÍDEOS

View this post on Instagram

Vídeo #02 – Técnicas não convencionais de extração de sons da #cuica, concentradas na #membrana (pele do instrumento), reproduzidas na seguinte ordem de apresentação: #polegar (pele frouxa) / #polegar (pele esticada) / #chapa (pele frouxa) / #chapa (pele esticada) / #unha (raspando). Obs.: sons captados com microfone AKG C518 e mantidos em suas características "naturais". *Este registro se constitui como parte ilustrativa do segundo relatório parcial destinado ao Programa de Estímulo à Criação e Experimentação Artística da FAPERJ, correspondente ao projeto #cuicaexpandida – desenvolvido pelo músico @paulinhobicolor sob orientação de Bernardo Oliveira –, cujo objetivo é a exploração e ampliação do domínio sonoro-expressivo da #cuica.

A post shared by Cuíca Expandida (@cuicaexpandida) on

View this post on Instagram

Vídeo #03 – Técnicas não convencionais de extração de sons da #cuica, concentradas no #fuste (caixa acústica) do instrumento, reproduzidas na seguinte ordem de apresentação: #chapa / #unha / #dedo / #polegar / #chave. Obs.: sons captados com microfone AKG C518 e mantidos em suas características "naturais". *Este registro se constitui como parte ilustrativa do segundo relatório parcial destinado ao Programa de Estímulo à Criação e Experimentação Artística da FAPERJ, correspondente ao projeto #cuicaexpandida – desenvolvido pelo músico @paulinhobicolor sob orientação de Bernardo Oliveira –, cujo objetivo é a exploração e ampliação do domínio sonoro-expressivo da #cuica.

A post shared by Cuíca Expandida (@cuicaexpandida) on

View this post on Instagram

Vídeo #04 – Técnica não convencional de extração de sons da #cuica denominada #chave (utilizando a chave de afinação como baqueta), concentrada em componentes da estrutura física do instrumento localizados na extremidade superior, reproduzidas na seguinte ordem de apresentação: #arquilho / #bala / #aro. Obs.: sons captados com microfone AKG C518 e mantidos em suas características "naturais". *Este registro se constitui como parte ilustrativa do segundo relatório parcial destinado ao Programa de Estímulo à Criação e Experimentação Artística da FAPERJ, correspondente ao projeto #cuicaexpandida – desenvolvido pelo músico @paulinhobicolor sob orientação de Bernardo Oliveira –, cujo objetivo é a exploração e ampliação do domínio sonoro-expressivo da #cuica.

A post shared by Cuíca Expandida (@cuicaexpandida) on

View this post on Instagram

Vídeo #06 – Técnica não convencional de extração de sons da #cuica denominada #chave (utilizando a chave de afinação como baqueta), concentrada em componentes da estrutura física do instrumento localizados em sua extremidade inferior, reproduzidas na seguinte ordem de apresentação: #borda / #porca / #parafuso. Obs.: sons captados com microfone AKG C518 e mantidos em suas características "naturais". *Este registro se constitui como parte ilustrativa do segundo relatório parcial destinado ao Programa de Estímulo à Criação e Experimentação Artística da FAPERJ, correspondente ao projeto #cuicaexpandida – desenvolvido pelo músico @paulinhobicolor sob orientação de Bernardo Oliveira –, cujo objetivo é a exploração e ampliação do domínio sonoro-expressivo da #cuica.

A post shared by Cuíca Expandida (@cuicaexpandida) on

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s